quinta-feira, 9 de outubro de 2014

Tetê, a garota de programa




clickut.com.br

Carlosduardo, cê sabe que sou fiel aocê, num sabe?



Craro, Tetê, sempre soube disso.



Ocê sabe tumbém que eu nunca trairia ocê, né Carlosduardo?



Lógico, Tetê, nunca nunquinha.



Então, Carlosduardo, se assim eu se me virasse-se uma garota de pograma?



Garota de pograma? Ixprica isso daí, Tetê, é deste tal de Gugou?



É, amor, tem no Gugol. Mas assim, é hipoteticamente que tem, num sabe?



Tetê, que neg´sso é esse de hipoteticamente? Tem no tal de Gugol ou é desses troços de trabaiá nos trem lá do compiutador?



Então amor, é mais ômenos isso, tem no gugou, a gente pogrâmasse no compiutador e trabaia, ué.



E ocê ganha o que com isso?



Ô, Carlosduardo, as prima tem ganhado muita coisa, a Zefa já tem o tar de Raifone, a Cleuzinha tem istojo chinês de maquiage destes de gaveta, a Martelinda tem uns vistidin coisa mais lindia.



Uai, Tetê, então esse negosso parece bão.



Bão dimaisdaconta, tô te falano Carlosduardo.



É... a Zefa... a Cleuzinha... a Martelinda... óia Tetê, essas minina num era tudo rapariga lá da dona Filó?



Uai, era? Virge creudeuspai, milagre, Carlosduardo, foi milagre intão que sarvô essas menina.



É, mas num vai dá procê trabaiá aí nesse Gugol não, nem no tal de hipoteticamente, que eu nem sei o quequié, nem purucauso de ser bãodimaisdaconta.



Purucauso do que, Carlosduardo?



Cumê que iocê vai companhá Zefa, Cleuzinha e Martelinda se eu vô fica viúvo?



É... seus argumento é bem convincente. Vô vortá prá cozinha.



É isto aí!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!