domingo, 21 de junho de 2015

As palavras vadias




Eu poetando "As palavras vadias"



As letras miúdas

das palavras vadias


amam-se ardentes


em delituosa extasia 





Flertam hiatos


beijam as tônicas 


seduzem átonos


em espasmos clônicos





Ocultam formas


desnudam a pele


rompem as normas


penetram no cerne 





Se esfregam dementes


em múltiplas glosas


nos orgasmos clementes


da amada gozosa.



É isto aí! 




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!