domingo, 28 de junho de 2015

Coca-Cola






Penso numa Coca-Cola gelada, e há no mundo gente que fala que faz mal, mas o interessante é que não sabe realmente se isto ocorre mesmo. Todos que comentam sobre o assunto, falam de ouvir dizer. Enfim, a Coca-Cola não é uma lenda, mas os casos que a cercam, na sua maioria, estão longe de serem verdadeiros. Transgênicos e pesticidas são os grandes vilões sem fronteiras, mas aí não é assunto que dê platéia.



Vejamos o exemplo midiático mais notório ao alcance da sua sede - a água mineral. Para que consumir água mineral? Pagar uma fortuna por uma garrafinha que contém água de qualidade igual ou inferior à da sua casa. Já pensou nisto? Melhor que não, por que o bom mesmo é tomar água mineral de fonte radioativa (rá-rá-rá) e falar mal da Coca-Cola.



Vamos imaginar um cenário extremo - Você consome 30 m³ de água. Sua conta vem R$ 300,00, incluindo água, esgoto, lixo, Taxa ANA, etc. (atenção, este é apenas um exemplo, o valor está superestimado). 30 m³ são trinta mil litros de água. Tudo bem até aí? Isto quer dizer que por cada litro de água tratada você paga R$ 0,01. E agora? Que gosto tem a sua água mineral, que não recebeu nenhum tratamento e foi engarrafada na "fonte"? 





O que faz mal à humanidade é o ódio, a ganância, a mentira, a fome, a deslealdade, a miséria, a soberba, a gula, a inveja, a avareza, a luxúria, a preguiça, a vaidade, o orgulho, etc. E tudo isto é atitude humana. Que ao beber sua Coca-Cola, beba sem peso na consciência - não é dela a causa das dores do mundo.



Ah! Mas aí tem a função ideológica, a representatividade, a simbologia. Somos todos movidos por simbolismos e o que eles representam nas nossas vidas. Francamente... se for muito doloroso, beba sua Coca-Cola num divã e reconsidere estas posturas num mundo cada vez mais banalizado e globalizado.





É isto aí!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!