domingo, 28 de junho de 2015

Ódio é o que temos para hoje






A pátria amada adoece pelo ódio germinado na mente e coração das pessoas. Fomos incessantemente bombardeados com denuncismos, falsidades, hipocrisias, na maioria das vezes sem nenhuma prova. As denúncias já bastam - para que julgar se já foi dito? Para que provas se uma imprensa dócil, articulada, branca e servil afirma que caminhamos para o caos nacional?





Este ódio não tem volta - tem marcha. Este ódio não para nem recrudesce. Está plantado e criou raízes. Nada de bom nasce do ódio. Chegará a data de ganharem... pelo ódio, aí lágrimas já serão tardias, pois quem plantou o ódio não tem ódio, por que sequer tem alma. Os heróis da fraude já receberam seu quinhão e a pátria amada será integralmente entregue sem nenhum pudor, como uma nação derrotada numa guerra interplanetária. O ódio fará com que sejamos menores, pequenos, apátridas e sobretudo idiotas.





Os que hoje vociferam, no melhor estilo - quanto pior melhor, aprenderão que quanto pior, pior. Mas quem se importa com isto? O importante mesmo será a paz que a hipocrisia promoverá. Que as gerações futuras, caso o caos se estabeleça, nos perdoem - o ódio será a nossa herança.





É isto aí!  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!