domingo, 22 de outubro de 2017

Carta aberta ao Mundo




"Cristo Carregando Cruz", de Martin Schongauer






Estou triste, irremediavelmente triste. Cada vez mais pais estão enterrando seus filhos vítimas de um ódio semeado, adubado e aguado pela ganância, pela maldade, pela má vontade de poucos sobre a vida de todos.





Esta tragédia em Goiás, puxa vida, que merda foi esta? Eram crianças como as de Janaúba. Crianças, veja bem, até onde vai este ódio? Isto é coisa do mundo, é coisa humana, caso pensado para nos intimidar, reduzir nossa fé, nossas crenças, nossa esperança.





Na semana que passou, pessoas adeptas de seitas africanas fora expulsas das comunidades da cidade maravilhosa por que pessoas que se auto-intitulam evangélicas não aceitam estas coisas. Olha só que loucura, estas mesmas pessoas supostamente estão envolvidas em mortes, assaltos, roubos, financiamentos políticos (como foi afirmado aqui) são capazes de se rotularem cristãs, mesmo com o movimento anti-cristão.





E não venha, Mundo, falar que isto, que estas tragédias são coisas de Deus, que Deus quis, que Deus permitiu, etc e tal. Fosse assim não teríamos o livre arbítrio e a racionalidade, seríamos animais tal qual todas as outras espécies existentes neste planeta.





Isto, Mundo, está sendo feito por pessoas que não querem que sejamos imagem e semelhança de Deus, e sim idiotas úteis a fazer dancinhas ridículas e coreografadas em defesa de interesses seculares. 





Daqui a poucos dias outras tragédias sucederão estas e depois outras e depois outras até que a vida perceba que tudo se consumará. Muitas coisas más estão acontecendo no dia a dia, tão graves quanto os assassinatos coletivos, todas atingindo as famílias, o amor próprio e a fé. Só não vê quem não quer ver, por que os que desejam que seja assim se deliciam em orgasmos múltiplos





É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!