quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Crianças são só ouvidos quando não ouvidas.





Joãozinho e Mirinha sempre estão brincando em separado no recreio. A professora mais uma vez se aproxima para trazê-los para uma atividade com o grupo. Ao dar conta do diálogo, tamanha a complexidade das palavras saindo das crianças, resolveu aguardar:



Joãozinho, vamos brincar daquele jogo de palavras que minha mamãe faz com seu papai?



Ah, Mirinha!! outra vez?



Só mais esta, vai ...



Vamos lá, então:



Eu te amo, Mirinha!

Idiota

Eu te amo!

Estúpido

Eu te amo!

Banana

Eu te amo!

Burro

Eu te amo!

Frouxo

Eu te amo!

Imbecil

Eu te amo!



Ai, cansei, Joãozinho. Seu pai é muito repetitivo.



Está bem, Mirinha. Vamos brincar de outra coisa, este negócio de papai e mamãe é um saco.



É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!