sábado, 23 de junho de 2018

Farinha pouca, meu pirão primeiro







Você e sua estranha mania de querer ser pobre em tempo integral. Ser pobre não é não ter dinheiro para sair por aí fazendo gastos delirantes do seus desejos mais superficiais. É muito mais que isto. Ser pobre é limitar as suas possibilidades e alternativas. E como você adora ser pobre, vai pegando frases aqui e ali e transformando em verdades verdadeiras absolutas, além, é claro, de chorar ouvindo sertanejo universitário e música de corno.





Quando você afirma, por exemplo que “Nunca vou conseguir dinheiro suficiente”, está determinando e limitando as suas possibilidades e censurando seus sonhos;





Quando diz que “não tenho dinheiro para nada” além de estar mentindo, por que o dinheiro está aí, materializado nas coisas que você adquire, tal como o smartphone com o qual acessa este blog, a TV LCD, a calça, a comida, a luz, o gás, a água, os combos cibernéticos, etc. Percebe que você mente para você mesmo? Isto mesmo - comece a anotar as mentiras que você conta para não assumir o seu real valor.





Quando afirma que “Só é possível ganhar dinheiro fazendo coisas erradas” está arranjando mais desculpas para os seus medos. Só que falando assim, está terceirizando a sua letargia - não sou rico por que para isto tenho que ser desonesto, tenho que roubar, etc. Quantos ricos frequentam a sua casa e quantas casas de ricos você frequenta?





Depois, devagar, vamos falar mais sobre mais mentiras que você conta para si mesmo como começaram a acontecer e o pior, por que você acredita nelas. 





É isto aí!







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!