domingo, 1 de julho de 2018

O analista da Pitangueira e o paciente conectado às conjunções planetárias







- Doutor, eu vim aqui hoje por que eu estou muito entediado.



- Semana passada você disse, exatamente com estas palavras - "eu não tenho nenhum problema, os outros é que trazem problemas para mim";



- Isto mesmo, eu disse semana passada. Já se passaram sete dias e minha caixa de problemas lotou, por que Júpiter fez um aspecto trígono com Netuno, aumentando muito meus processos neuro-sensorias significantes de fé, intuição e sorte, que ficaram desde então bastante ativos durante toda a semana.



- Entendo! Pode dizer três problemas que chegaram por determinação astrológica nestes dias, pela origem e pelo grau de importância? 



- Três problemas ... três ... hummm ... Sabe, doutor, eu mesmo sinto aqui dentro do meu coração que hoje eu quero morrer ...





- Sente? E como seria esta morte?





- Como assim? Morrer morrendo de morte morrida.





- Entendo. Vou mudar a pergunta. É do seu desejo morrer de causas naturais? de arma de fogo? de acidente? por engano? 





- Tem mais opção, doutor?





- Envenenamento, estrangulamento, enforcamento, apedrejamento, encravamento, empalamento ...





- Encravamento? Interessante. É morrer por causa de um cravo no rosto, alguma coisa assim?





- Não. É por penetração de qualquer objeto afiado e consistente, como uma faca ou tesoura, em qualquer parte do corpo.





- Credo, doutor, que agonia. Quero morrer disto não. E este tal de empalamento? É morrer vestido feito gaúcho caipira, com aquelas palas quentinhas? Gostei demais da conta disto. Conheço a serra gaúcha. caramba, achei minha forma de morrer. Bem que falaram que o senhor é bom mesmo, doutor.





- Tem nada disto. Empalamento é um encravamento perineal.





- Peri o que?





- Perineal, de períneo - sabe do períneo? Sua etimologia provem dos termos gregos peri = ao redor de e naion = ânus, é a região do tronco situada inferiormente ao diafragma da pelve.





- Em volta da saída? Que é isto, doutor, eu hem, quero morrer mais não ... curei, pronto, credo, morro nunca mais, estou fora, vivo, vivinho, eu, hem!!!!





- Semana que vem no mesmo horário?





- Sim, doutor, e vivo, hem ... credo ... e acho, eu pressinto, eu sinto a força cósmica conspiradora do universo sussurrando ao meu ouvido que surgirão problemas ...





É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!