terça-feira, 1 de outubro de 2019

Não acordou mais.

Resultado de imagem para man sleeping silhouette
Acordou um pouco grogue e esquisito, num ambiente estranho; limpo, calmo e estranho. Tentou se levantar e não conseguiu, recuou o corpo até voltar ao colchão macio e confortável. Fechou os olhos e voltou a sonhar.

Era um sonho muito bom. Encontrara com sua alma, pura e sem maldades. Ela indicou com a mão um caminho, que era o mesmo que ele pensara em fazer. Sentiu que aquilo significava que era o caminho certo e fazendo o que é certo, manteria sua alma em paz em relação ao mundo. Continuou sonhando, fazendo o trajeto no dia-a-dia e tentava não se corromper, pois as tentações eram enormes. 

Acordou novamente, desta vez era um espaço aberto, azul celeste, ouvia murmúrios, mas não conseguia ver pessoas. Seu corpo estava leve, sentia que poderia flutuar, chegou mesmo a segurar no lençol para não se deslocar. Estava tão cansado que a sensação era como se tivesse corrido uma maratona. Voltou a dormir.

Sonhou com eclipse e achou aquilo muito interessante, além de ser curioso e misterioso. Primeiro porque, enquanto ocorria o eclipse, escutou a voz do seu amor falar sobre as suas emoções, seus sentimentos e do destino que os unira eternamente. Segundo porque ela, seu único e grande amor narrava, com aquela voz inesquecível, revelações e coisas sobre a sua segurança espiritual, sua perseverança e confiança, e falava de que finalmente encontrariam o dia da paz não do mundo, mas a Paz com a qual viveriam felizes para sempre.

Não acordou mais.

É isto aí!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Gratidão!